As investigações já identificaram, até o momento, o envolvimento de aproximadamente dez pessoas, sendo sete executores e três mandantes

 

Em ação conjunta, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM), localizaram, na terça-feira (08/08), os restos mortais de Marcos Vinícius Noronha Lopes, que tinha 18 anos, cuja cabeça fora encontrada em um terreno baldio no dia 3 de agosto deste ano, naquele município.

De acordo com o delegado Henrique Brasil, titular da unidade policial, o corpo havia sido ocultado em uma cova rasa de uma região de difícil acesso, em uma área de mata. As investigações estão em fase avançada, com identificação, até o momento, do envolvimento de aproximadamente dez pessoas, sendo sete executores e três mandantes.

“A motivação do crime teria sido o fato da vítima ter parentesco com integrantes de uma organização criminosa rival a que os autores são membros”, falou o delegado.

As investigações continuarão a fim de elucidar o caso, com as prisões dos envolvidos e o esclarecimento da motivação que resultou na morte de Marcos Vinícius.