A recomendação do órgão é que o contribuinte acesse diretamente o site oficial da Sefaz ou do Detran para esta finalidade

A Secretaria da Fazenda do Estado do Amazonas (Sefaz-AM) faz um alerta e pede que os contribuintes fiquem atentos a um golpe online, que tem como alvo o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

A secretaria identificou a existência de um site fraudulento, que tem se passado por uma plataforma oficial da Sefaz para emissão do boleto de pagamento do tributo estadual oferecendo “facilidades” como, por exemplo, desconto de 30% no pagamento.

Por isso, a recomendação é que os contribuintes verifiquem cuidadosamente a autenticidade do site ao realizar qualquer transação relacionada ao pagamento do IPVA e evitem fazer buscas para a emissão do boleto de pagamento via Google, pois poderá ser direcionado para endereço fraudulento.

“A Sefaz está tomando as medidas necessárias para combater as tentativas de fraude, evitando possíveis danos para a população“, reforçou o secretário de fazenda Alex del Giglio.

Como pagar

A recomendação do órgão é que o contribuinte acesse diretamente o site oficial da Sefaz (https://www.sefaz.am.gov.br), ou do Detran-AM (www.detran.am.gov.br ) para esta finalidade, em vez de clicar em links enviados por e-mails suspeitos ou mensagens.

No site da Sefaz, o contribuinte deverá selecionar a opção “IPVA – Lançamento e Impressão”, clicar em “Consulta – Lançamento e Impressão de DAR (Documento Eletrônico de Arrecadação)” e inserir o Renavam do seu veículo para gerar o boleto de pagamento.

É possível obter desconto de até 10% no valor do imposto se pago antecipadamente, além de dividir em três parcelas o montante devido, com desconto de 10% na primeira parcela, 5% na segunda, e valor integral na terceira parcela.

Evite cair em golpes

Desconfie de mensagens não solicitadas. Ao receber qualquer comunicação sobre o IPVA, verifique a situação diretamente no site oficial da Sefaz-AM e evite clicar em links recebidos por e-mail ou mensagem.

Em caso de dúvidas, entre em contato diretamente com a Secretaria de Fazenda pelos canais oficiais de atendimento para verificar a veracidade das informações.